Eleição presidencial na Ucrânia tem comediante como favorito e incógnita sobre a vizinha Rússia

Os ucranianos vão às urnas neste domingo (31) no primeiro turno da eleição presidencial no país. O atual presidente da UcrâniaPetro Poroshenko, está ameaçado de perder o cargo para um neófito na política local: o comediante Volodymyr Zelensky, de 41 anos.

Zelensky lidera as pesquisas de opinião no país, e há a expectativa de que ele possa vencer ainda no primeiro turno com discurso antissistema e anticorrupção – tática muito semelhante à do italiano Beppe Grillo, comediante fundador do Movimento Cinco Estrelas, um dos partidos da coalizão que governa a Itália.

O curioso é que Zelensky interpretou justamente um presidente na série “Servo do povo” – título que, aliás, batizou o mesmo partido pelo qual o ator concorre ao cargo. Nela, o comediante encarna um professor que foi eleito presidente da Ucrânia após virar meme com um vídeo de críticas à classe política.

Atual presidente tenta virar o jogo

A ascensão rápida de Zelensky nas pesquisas levou os dois candidatos antes considerados favoritos a correrem contra o tempo. Atual presidente, Poroshenko aposta em uma plataforma mais conservadora e nacionalista para conseguir se reeleger, com o slogan “Forças Armadas! Língua! Fé!”.

Segundo a agência EFE, pesa contra Poroshenko uma série de denúncias de corrupção e uma descumprida promessa de vender quase todos seus ativos assim que assumisse a Presidência na campanha de 2014. Além disso, os maus números da economia da Ucrânia não devem ajudar as aspirações do atual presidente.

G1 

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar