Paraibana é assassinada e enterrada em Pau dos Ferros, no RN

Rafaela da Silva Vieira, de 18 anos, era natural da cidade de São Bento, no estado da Paraíba.

Na manhã de ontem, quinta-feira (21), uma força tarefa formada pela Policia Civil, Sistema Penitenciário, Itep e Corpo de Bombeiros, coordenada pelo delegado Regional Andson Rodrigo, localizaram o corpo de uma mulher que havia sido assassinada e enterrada, no dia 29 de dezembro de 2018, às margens do Rio Apodi-Mossoró, na zona rural da cidade de Pau dos Ferros, no Rio Grande do Norte. 

Segundo o delegado Andson Rodrigo, que está a frente da investigação, “o crime estava sendo investigado em sigilo há mais ou menos três meses, e somente agora foi possível elucidar, resultando no achado do corpo e a prisão dos cinco autores envolvidos diretamente com o crime”.

Ainda de acordo com a investigação, a jovem identificada como Rafaela da Silva Vieira, de 18 anos, natural da cidade de São Bento, no estado da Paraíba, teria, no final do ano de 2018, iniciado um relacionamento amoroso no município de Itaú/RN, com um jovem de Pau dos Ferros, onde o mesmo teria descoberto que a vítima estaria mantendo contato com membros de uma facção rival a do seu namorado.

Sabendo disso, o namorado de “Rafaela”, trouxe a jovem à Pau dos Ferros e acompanhado de mais quatro pessoas, simularam um banho de rio, levaram a vítima para uma área de mato distante da cidade e lá fizeram o seu julgamento de morte, e em seguida enterraram o corpo.

Durante toda a investigação ninguém havia reclamado pelo sumiço da jovem, uma vez que ela é de São Bento e teria vindo para o Rio Grande do Norte sozinha para morar inicialmente em Frutuoso Gomes e depois Itaú, o que fez com que os autores do crime achassem que tinham praticado um crime perfeito.

Cinco pessoas participaram diretamente do crime, sendo dois maiores e três menores, sendo eles, os maiores, JOSÉ HENRIQUE FERREIRA DE OLIVEIRA, 24 anos, ANDRÉ LUCAS MARTINS ALVES, 18 anos, e dois adolescentes de 15 e um de 17 anos.

Os cinco assassinos  estão presos e serão indiciados por organização criminosa, cárcere privado, homicídio qualificado, ocultação de cadáver e corrupção de menores.

CIDADÃO 190

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar