Biblioteca de Cabedelo reabre serviços de atendimento ao público

A Secretaria Municipal de Cultura de Cabedelo (Secult) retomou nesta semana os serviços de atendimento ao público por parte da Biblioteca Municipal Aderbal Piragibe.

Alocada em novo prédio, a biblioteca compõe a partir de agora as instalações do Casarão do Padre – Espaço Criativo, na Praça Getúlio Vargas, que está sendo estruturado e deve ser inaugurado em breve, em uma iniciativa da Secult para concentrar e desenvolver atividades culturais, como a oferta de cursos, oficinas e eventos. A Biblioteca Aderbal Piragibe está funcionando das 8h às 21h, sem intervalos.

“Suspensos desde o início da pandemia, os serviços foram retomados seguindo todas as normas sanitárias recomendadas para preservação da saúde de usuários e equipe de profissionais”, disse a prefeitura.

“A Biblioteca nunca parou de trabalhar internamente, de elaborar seus projetos visando a retomada das atividades de atendimento ao público. Por conta da pandemia, não podíamos atender presencialmente, mas, durante esse tempo, procuramos promover uma melhoria no acervo, um inventário ao lado do Classificação Decimal Universal (CDU); introduzimos a identificação por cores para facilitar ainda mais o acesso do leitor aos itens desejados; bem como elaboramos novos projetos culturais e educativos”, explicou a coordenadora da Biblioteca, Anelise Macedo.

A Biblioteca disponibiliza para o público serviços de empréstimo de livros; acesso livre ao acervo e à orientação; pesquisa escolar e espaço para estudo. Entre os cuidados implantados neste momento estão a limitação no número de atendimentos e agendamento para algumas atividades.

Entre as novidades apresentadas pela biblioteca para o público, destaque para o infantil, com espaço preparado com mesinhas, livros e local para a contação de histórias.

A contação de histórias foi retomada semana passada com a primeira live da Tardezinha Literária, com a apresentação do espetáculo A maior flor do mundo. O projeto, iniciado em 2018, introduz um diferencial que é agregar à contação, um trabalho pedagógico por meio da cartilha literária.

“A cartilha literária foi produzida pelo próprio pessoal da biblioteca e seu uso é introduzido durante o processo de contação de histórias, por meio de sorteio em que vai uma bolsa contendo lápis de cor, cola colorida e um livro. A atividade básica é colorir, recortar e colar pontos da cidade de Cabedelo, numa forma de promover a interação com público, traçar relações com o que está sendo contado e instigar o gosto pela leitura, bem como o conhecimento de novos livros, novos autores e novas histórias”, enfatizou coordenador de projetos, práticas e vivências culturais, Rafael Luiz da Silva.

Além da contação de histórias, a biblioteca está retomando atividades oferecidas ao público que a frequenta, composto, sobretudo, por alunos da rede municipal de ensino, o cineminha e o sarau poético.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar