Bolsonaro diz contar com Centrão para aprovar Bolsa Família maior que R$300

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta 2ª feira (2.ago.2021) que tem tido uma boa relação com os congressistas do chamado Centrão, grupo de partidos sem coloração ideológica clara que adere aos mais diferentes governos, e que conta com o grupo para aprovar o novo Bolsa Família acima de R$ 300.

“Eu preciso corrigir o Bolsa Família. A média está em R$192. Como vou corrigir? Porque a inflação está aí. É um assunto importante”, disse em entrevista à Rádio ABC, de Novo Hamburgo (RS).

E completou sobre o tema: “Preciso agora de maioria qualificada do Parlamento para o novo Bolsa Família, que, espero, seja acima de R$ 300”.

Bolsonaro falou sobre as recentes mudanças ministeriais e sobre seu relacionamento com os congressistas do grupo:

“Eu procuro o apoio deles, sim. A Casa Civil é importantíssima. O Ciro Nogueira, meu colega desde 1995, está indo muito bem. Vai fazer obviamente a interlocução”, disse.

“Sente na minha cadeira aqui e governe sem o voto de mais da metade dos parlamentares, que são aí ditos do Centrão. Venha aqui e governe sem eles […] é fácil, de forma pejorativa, acusar o Centrão”.

O chefe do Executivo voltou a dizer que sempre fez parte do grupo.

“Eu sempre fui do Centrão, sempre fui do PP. Raramente fui de partido que estava fora. Não podemos simplesmente achar que o Centrão está fora do destino do Brasil. É o que tenho para governar e tenho me dado muito bem com essas pessoas”

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar