Britto Jr. ataca Record e diz que diretor de ‘A Fazenda’ comete assédio e demissão de Mion foi forjada

Britto Jr. não perde uma oportunidade de falar mal da Record desde que saiu da emissora. Ao comentar a ida de Marcos Mion para a Globo, o apresentador voltou a falar mal da emissora e atacar Rodrigo Carelli, diretor de “A Fazenda” e outros programas do canal de televisão.

Durante um bate-papo com seguidores no Twitter, Britto agradeceu um internauta que o elogiou como apresentador de “A Fazenda” e falou que a demissão de Mion foi “forjada”. “Grato. Parabenizo os diretores da Record por terem forjado, ops, demitido Mion. Não fosse isso, ele estaria lá e não teria ido para Globo”, disse.

Essa declaração deixou os internautas curiosos e eles começaram a fazer mais perguntas para o jornalista. Marcos Mion teria saído da Record por conta de divergências com Carelli e um seguidor questionou se a Record teria tido que escolher entre manter o diretor ou o apresentador na casa.

Segundo Britto Jr., a alta cúpula da emissora não se envolve nesse tipo de questão, pois seria formada por líderes religiosos que deixam tudo nas mãos do diretor. “Não. A Record tem pastores artísticos e eles não mexem com isso. Deixam tudo na mão do Carelli, que, todos sabem, é um merda”, afirma.

O mesmo internauta questionou de Rodrigo Carelli tem o poder de contratar quem quiser, mas o ex-funcionário da Record negou. “Não, ele põe os amigos dos pastores e se sobrar vaga, põe seus amigos íntimos que ele quer assediar”, acusa o apresentador.

O site iG entrou em contato com a Record, mas o canal de televisão não retornou até o momento da publicação.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar