DEU BRANCO NELE: Pedro Cunha Lima tenta capitalizar votos em cima dos policiais, mas ‘esquece’ passado infeliz da corporação sob batuta de Cássio

O mês de janeiro é voltado para o cuidado com a saúde mental. A campanha Janeiro Branco, é voltada para conscientização, combatem tabus, mudam paradigmas, orientam os indivíduos. A cor escolhida para simbolizar esse cuidado é por representar uma “folha ou em uma tela em branco” e assim todas as pessoas podem ser inspiradas a escreverem ou a reescreverem as suas próprias histórias de vida.

O deputado federal Pedro Cunha Lima se inspirou tanto na temática do mês que literalmente apagou suas memórias, dando um branco na hora de relembrar a gestão do seu pai, o ex-governador Cássio Cunha Lima.

Capitalizando as críticas ao governo sobre os policiais militares e bombeiros, Pedro simplesmente esqueceu o passado recente das instituições militares. Mas nem todos tem memória curta e o pré-candidato ao governo estadual foi gentilmente lembrado da situação crítica sofrida pelos policiais militares durante a gestão Cássio.

Um comentário no Instagram relembrou que em 2011 servidores públicos tiveram que firmar empréstimos para receberem sua remuneração e que cenas de policiais tendo que empurrar carros enguiçados eram comuns.

Se for o caso do deputado realmente estar esquecendo as coisas, o janeiro branco é um excelente momento para ele procurar atendimento profissional. Caso não seja uma questão de saúde, a população atenta da Paraíba lembra muito bem do “modelo” de gestão no qual ele se inspira.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar