Ex-paquita revela diz que não tem contato com filho há dois anos: ‘Ele acredita que roubei dinheiro do pai dele’

Sucesso nos anos 1980 como paquita do programa da Xuxa, a atriz Luise Wischermann disse não ter contato com o filho Oliver, de 15 anos, desde 2019.
A criança mora no Canadá com o pai, de quem Luise se separou em 2007, enquanto ela retornou ao Brasil em 2011 após ser diagnosticada com esclerose múltipla para ficar próxima à família.
Embora a guarda do garoto seja compartilhada, a ex-paquita disse que tentou conseguir na Justiça o direito de trazer o filho para o país, mas não obteve sucesso.
“Tem sido muito difícil. O Oliver não atende telefone, não responde aos meus emails, não quer falar comigo. A madrasta dele faz o que pode, me manda notícias e fotos. Mas ninguém se mete na vida da criança no Canadá. Ninguém faz um esforço para o relacionamento acontecer”, contou.
A atriz explicou que os atritos começaram em 2018, após uma viagem de Oliver com toda a família de Luise para a Suíça.
“Quando chegou na Suíça, ele foi falando para mim: ‘Agora eu sei por que você foi embora do Canadá’. Eu expliquei: ‘Meu amor, fui embora porque tenho uma doença séria. Estava sozinha no Canadá, precisava da minha família, das pessoas que gostam de mim. Tentei levar você comigo, mas o juiz achou melhor você ficar lá, apesar de ter nascido no Brasil’”, conta Luise.
“E perguntei: ‘Como assim fui embora?’. E ele disse: ‘É porque você roubou todo o dinheiro do meu pai e foi embora’. Eu disse: ‘Como assim?’ Fui importadora das Havaianas no Canadá durante cinco anos. Eu trabalhava. O dinheiro que eu tinha usei para pagar advogado’. Ele já chegou com muita raiva de mim, querendo briga”, revelou.
A ex-paquita ainda conta que o divórcio foi amigável, mas não tem mais contato com o ex-marido e nem conseguiu questioná-lo sobre a acusação de Oliver. Wischermann recorreu ao Observatório da Alienação Parental e deve voltar ao Canadá ainda neste ano para resolver a situação.
“Não sei nem se ele vai me receber. A madrasta disse que vai tentar promover o encontro do Oliver comigo. Isso é um negócio muito sério e grave. Estou de mãos atadas. Não estou aguentando. Tenho passado mal em alguns dias”, disse.
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar