FAKE NEWS: Queiroga nega demissão e diz que ficará na Saúde enquanto Bolsonaro achar útil

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, negou nesta 5ª feira (2.set.2021) que tenha pedido demissão do cargo ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “Eu nem pedi demissão, nem vou pedir demissão”, disse em entrevista a jornalistas.

Estarei aqui no Ministério da Saúde até o dia que o presidente da República entender que eu sou útil”, afirmou.

A declaração foi dada cerca de uma hora depois de o site O Bastidor divulgar que Queiroga teria pedido demissão. “Não sei a quem interessa essa indústria de boatos, de fake news, somente para tentar desestabilizar o governo inventando divisões no Ministério da Saúde”, disse ele.

Ele completou a declaração dizendo “Brasil acima de tudo e Deus acima de todos”, frase frequente do presidente Jair Bolsonaro.

O ministro da Saúde também participou da live semanal de Bolsonaro nesta 5ª feira. “O novo demitido Marcelo Queiroga. Mais uma fake news, mais uma mentira”, disse o presidente sobre o rumor.

Uma notícia por volta de meio-dia mexe na Bolsa, no dólar, altera preço do combustível. Isso é fake news. Lamentável todo dia fake news”, afirmou Bolsonaro.

Queiroga disse aos jornalistas na tarde desta 5ª feira que assumiu o ministério há cerca de 5 meses “numa situação sanitária extremamente difícil”. Declarou também que contou com o apoio de “todos os ministros” e com “as orientações do presidente” para desempenhar a campanha de vacinação contra a covid-19.

 

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar