Faleceu neste domingo, em decorrência da covid-19, a atriz Nicette Bruno

Faleceu na manhã deste domingo (20) a atriz Nicette Bruno. Ela tinha 87 anos de idade e estava internada em decorrência da covid-19. Nicette encontrava-se na Unidade de Terapia Intensiva da Casa de Saúde São José, no Rio de Janeiro. Ela estava sedada e recebia ajuda de ventilação mecânica para respirar.

A morte foi confirmada por volta das 13h20, pelo hospital, que informou que a atriz morreu por “complicações decorrentes da Covid-19”. “A Casa de Saúde São José informa que a atriz Nicette Bruno, que estava internada no hospital desde 26 de novembro de 2020, faleceu hoje, às 11h40, devido a complicações decorrentes da Covid-19. O hospital se solidariza com a família neste momento”, diz a nota de divulgação do hospital.

Beth Goulart, filha de Nicette, em sua postagem mais recente, ainda neste domingo (20), fez uma corrente de oração nas redes sociais pela recuperação da mãe.

Nicette integrou elencos de novelas como “Selva de Pedra” (1986), “Rainha da Sucata” (1990), “Mulheres de areia” (1993) e “O amor está no ar”, de 1997, onde deu vida à sua primeira vilã. Ela ainda esteve em “Alma Gêmea”, de 2005; “Sete pecados”, de 2007; “A vida da gente”, de 2011; “Salve Jorge”, de 2012; “Joia Rara”, de 2013); “I love Paraisópolis”, de 2015 e “Pega Pega”, de 2017.

Em 2020, foi homenageada na versão da Globo de “Éramos seis” ao interpretar madre Joana, uma freira que na reta final encontrava Lola (Gloria Pires), personagem que deu vida na original da TV Tupi. Mesmo com o sucesso na televisão, a atriz nunca deixou o teatro, e integrou a maior parte dos principais grupos do país, recebeu prêmios e foi celebrada.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar