FURA FILA: Exército vacina agentes da Abin sem aval de programa de imunização

O Exército Brasileiro vacinou 130 agentes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) contra o coronavírus sem o aval de técnicos do Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde. A informação foi revelada pelo jornal Folha de S.Paulo e foi publicada nesta quarta-feira (21).
Segundo o jornal, o Ministério Público Federal (MPF) constatou que uma lista sigilosa, que contém os nomes dos vacinados, foi enviada ao Exército para que os agentes fossem imunizados com todos os militares da ativa.
A vacinação ocorreu na Praça dos Cristais em Brasília, em uma parceria entre a secretaria e o Comando Militar do Planalto, do Exército. O MPF apura os privilégios concedidos aos militares das Forças Armadas, forças de segurança e aos agentes da Abin.
O PNI é o responsável por definir os calendários de vacinação considerando a situação epidemiológica, o risco, a vulnerabilidade e as especificidades sociais.
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar