Gervásio cobra gratidão e apoio de integrantes do PSB a Ricardo Coutinho

“Acredito muito que João vai enxergar e já enxerga tudo isso e que no final de tudo, nós teremos o partido e o projeto forte novamente”

O deputado federal Gervásio Maia alinhou seu discurso ao de Ricardo Coutinho e cobrou gratidão dos integrantes do PSB ao ex-governador. Em entrevista concedida para a Rádio Cidade 104 FM, de Catolé do Rocha, no último domingo (22), Gervásio ainda revelou acreditar que João Azevêdo irá reconhecer o melhor caminho para o partido.

“Com relação a mim, prego a unidade, prego o fortalecimento, não quero fazer a alegria dos adversários”, afirmou o deputado sobre seu posicionamento em relação ao racha interno no diretório estadual do PSB da Paraíba. Apesar de demonstrar uma posição de pacificador, Gervásio continua aguardando que o governador João Azevêdo recue seu posicionamento e apoie a liderança de Ricardo Coutinho no diretório do PSB.

“Acredito muito que João vai enxergar e já enxerga tudo isso e que no final de tudo, nós teremos o partido e o projeto forte novamente”, ressaltou.

Gervásio ainda destacou que “espero que haja um sentimento de gratidão, de agradecimento”, rememorando a fala recente feita pelo ex-governador Ricardo Coutinho, que lamentou ter percebido ingratidão por parte daqueles que apoiou nas últimas eleições, em 2018.

“Ninguém tem o direito de olhar pro seu próprio umbigo depois que o maior líder do partido fica sem mandato para defender o projeto”, continuou Gervásio, referindo-se a Ricardo Coutinho. Ele destacou ainda que “se olhar um pouquinho pra trás, para 2018, vai dizer que ricardo realmente é merecedor de ficar à frente do PSB”.

Ele ainda fez questão de enfatizar que “se tem uma coisa que eu carrego comigo, é o sentimento da gratidão”.

Questionado sobre qual lado escolheria caso fosse necessário diante de um racha entre o governador e o ex-governador, Gervásio declarou que não cabe a ele essa decisão. “Eu vim para esse projeto para ficar com o projeto. Se for para deixar o PSB, eu prefiro deixar a política”, considerou.

Click PB

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar