LUTO NO JORNALISMO: Walter Galvão morre aos 64 anos

O jornalista paraibano Walter Galvão morreu na madrugada desta quarta-feira (7), em um hospital privado de João Pessoa. Ele estava internado há uma semana para um tratamento de um câncer nas vias biliares.

De acordo com informações da família, não houve velório, e o corpo foi cremado ainda na manhã desta quarta-feira.

Walter Galvão ocupava o cargo de presidente da Fundação Espaço Cultural José Lins do Rêgo (Funesc). Na gestão pública, o paraibano também foi titular da Secretaria de Educação da Prefeitura de João Pessoa, diretor-executivo da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) e secretário de Transparência da capital paraibana.

No jornalismo, Walter atuou no Correio da Paraíba, A União e O Norte. Ele tem diversos livros publicados, dentre eles “Herbert Vianna – O som diz sim” e o “Silabário”, livro de poesias, lançado em 2013.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar