PINO SOLTO: Adolescentes são arremessadas de brinquedo em parque de diversão – VEJA VÍDEO

Duas adolescentes ficaram feridas depois de serem arremessadas para fora de um brinquedo no parque de diversões no bairro Cohab, em Nova Venécia, noroeste do Espírito Santo, na noite desse sábado (17).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, um pino de um dos brinquedos, chamado “Sombrinha”, teria se soltado e provocado o acidente. Uma adolescente caiu no assoalho do brinquedo e conseguiu sair andando, e a outra foi arremessada para fora dele.

A vítima que foi arremessada se queixou de dores no rosto. Ela foi imobilizada com um colar cervical e levada para o Hospital São Marcos, em Nova Venécia.

Já a outra adolescente estava com dores na coluna, corte na mão e escoriações. Após a queda, ela foi socorrida pelo Serviço Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Estadual Roberto Silvares, em São Mateus, no Norte do estado.

De acordo com um dos donos do parque, Edson Gomes da Silva, assim que percebeu que o brinquedo não funcionava direito o operador desligou o equipamento.

“A solda quebrou de dentro pra fora. Quando ela quebra de fora pra dentro a gente vê que trincou ou suspeita de alguma coisa interrompe o funcionamento e coloca em manutenção, porém neste caso foi de dentro pra fora e não deu pra ver”, explicou Edson.

Mesmo com a falha o parque tem todas as autorizações para funcionar e isso inclui o laudo de um engenheiro cadastrado pelo Corpo de Bombeiros e a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), principal documento para um parque funcionar.

A ART garante que todos os aparelhos estão em condições de funcionamento.

De acordo com o tenente do Corpo de Bombeiros, Roberto Barbosa, o parque foi vistoriado anteriormente e liberado para funcionamento.

“A gente fez a vistoria e não tinha nada. Verificamos se havia algum ruído que pudesse comprometer a segurança e foi liberado porque estava tudo seguro”, contou.

O dono informou ainda que depois do acidente será reforçada a segurança do brinquedo com a instalação a instalação de mais uma trava permitindo que o brinquedo tenha mais uma opção de segurança.

Uma equipe formada por Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil Municipal e um engenheiro credenciado realizaram uma vistoria nesta segunda no local.

Robson Menenguci, sargento do Corpo de Bombeiros disse que por enquanto o equipamento não vai funcionar. “O parque será liberado pra funcionar com os outros brinquedos. A gente vai realizar uma nova vistoria e exigir uma nova documentação pra ele”, explicou.

O parque tem mais de 30 anos de estrada e o dono disse que nunca registrou acidentes até então. O funcionamento foi retomado recentemente depois de oito meses fechado.

“Estou profundamente sentido pelas famílias e ao mesmo tempo agradecido a Deus por terem sido apenas ferimentos leves”, disse Edson.

As duas adolescentes feridas no acidente estão em casa e passam bem.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar