Alemã rejeita ‘título’ de mais sexy do mundo e prefere medalha olímpica

A velocista alemã Alica Schmidt, de 22 anos, já foi eleita a Atleta Mais Sexy do Mundo pela revista Busted Coverage, rótulo que ela prefere evitar, e priorizar uma eventual medalha olímpica no revezamento 4x400m, o qual ela pode disputar junto de suas companheiras de delegação no próximo sábado.

Alica Schmidt deseja quebrar o rótulo de ser apenas ‘mais um rosto bonito’ e é tida como uma das grandes promessas do país no atletismo, sendo muito versátil e tendo participado de corridas de 200m, 400m, 800m e, é claro, o 4x400m durante a curta carreira de atleta.

A alemã pretende engordar o seu currículo de esportista, o qual já conta com a conquista de uma medalha de prata no revezamento 4×400 no Campeonato Europeu sub-20 e a de bronze, no mesmo campeonato, mas na categoria sub-23, além de ter duas medalhas de ouro em etapas do Campeonato Europeu de atletismo, quando venceu nos 200m e também nos 400m, em 2017.

Além do sucesso nas pistas de corrida, a alemã de 22 anos faz muito sucesso também nas redes sociais e conta com mais de dois milhões de seguidores no Instagram, tendo apoio de grandes patrocinadores e transformando a rede social em mais uma fonte de renda a partir de publicações patrocinadas.

Durante a preparação às Olimpíadas de Tóquio, Alica Schmidt foi convidada pela revista Playboy para fazer um ensaio de fotos nua, mas a alemã recusou o convite e frisou que, no momento, o foco dela é outro.

Alica Shmidt também atua como modelo em algumas ocasiões, sempre divulgando o resultado do trabalho nas redes sociais.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar