Juntar R$ 65 mil com R$ 100 por mês? No Tesouro Direto, dá!

“O Tesouro Direto morreu!” Certamente, você já ouviu isso, não é? Mas a verdade é que o Tesouro está mais vivo do que nunca!

No Tesouro Direto há mais de dez investimentos diferentes com rentabilidade que podem passar dos 10% ao ano. Sabia disso?

Como funciona o Tesouro Direto?

O Tesouro Direto é uma modalidade de investimentos de renda fixa com investimentos em títulos públicos.

Traduzindo, como em qualquer investimento de renda fixa, você está emprestando dinheiro para outra parte, que se compromete a devolver esse dinheiro em uma data futura com uma rentabilidade também combinada.

Nesse caso, você empresta seu dinheiro para o governo e em troca tem juros em forma de rentabilidade, fazendo seu dinheiro investido crescer.

Investir no Tesouro Direto é seguro?

Sim! Nunca houve nenhum calote!

O Tesouro é considerado o investimento mais seguro do Brasil! Mais seguro que a própria poupança!

Além de toda a segurança, o investimento com menor rentabilidade do Tesouro Direto sempre rende 30% a mais que a poupança, embora possa empatar com algumas contas remuneradas.

Quanto rende o dinheiro no Tesouro Direto?

No Tesouro Direto há três tipos de investimentos diferentes:

  1. Tesouro Prefixado: paga rentabilidade combinada independente do que ocorrer, mas não serve para a reserva de emergência, pois o ideal é ficar até o vencimento, já que pode haver ônus da rentabilidade ou até rentabilidade negativa em caso de resgate antecipado. O investimento mínimo parte de R$ 30.
  2. Tesouro Selic: também conhecido como título pós-fixado, pois rende a taxa Selic do momento mais um pequeno prêmio. Por ter liquidez diária e menor influência da marcação a mercado, serve para a reserva de emergência. O investimento mínimo parte de pouco mais de R$ 100.
  3. Tesouro IPCA: também conhecido como investimento híbrido, tem rentabilidade atrelada à alta de preços (IPCA, o componente pós-fixado) mais prêmio prefixado. Esse é um investimento que não serve para a reserva de emergência, de modo que o recomendável é ficar até o vencimento. O investimento inicial é de pouco mais de R$ 40.

Em algumas dessas aplicações do Tesouro foi possível fazer uma simulação com o objetivo de juntar R$ 65 mil fazendo aplicações mensais de R$ 100.

Dá para investir automaticamente todo mês?

Sim, e não. Os títulos Tesouro mudam de condições, taxas e prazos todo dia e você pode ou não encontrar as mesmas condições no mês seguinte.

 

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar