MAIS DE 4 MIL EMPREGOS: Vitor Hugo anuncia que obras de shopping em Internares estão marcadas para início do próximo ano

O prefeito de Cabedelo, Vitor Hugo (DEM), afirmou  que o novo shopping na cidade começará a ser construído no início do ano que vem. O Shopping Pátio Intermares será instalado às margens da BR-230.

Há pouco mais de um mês, dia 18 de junho, o Grupo que vai construir o empreendimento pediu a revalidação do alvará da área comercial com 76 mil m² e 2.139 unidades de vagas de estacionamento. A revalidação foi feita pela Prefeitura no último 24 de julho, com validade de uma ano.

O prefeito tem todos os motivos para se empolgar. O novo shopping deve gerar mais de 600 empregos diretos, na construção, e mais de 4 mil quando estiver pronto, de acordo com ele.

“Cabedelo fica muito feliz. Com avanço da vacinação, uma luz no fim do túnel. Aí, as coisas começam a se normalizar. E os investimentos começam a chegar novamente à cidade de Cabedelo. Em conversa com o jurídico do Grupo Marquise, que vai iniciar a construção do Pátio Intermares, a previsão é para o início do ano que vem”, comemorou o prefeito.

De acordo com Vitor Hugo, a direção do Grupo está aguardando que as empresas “âncoras”, as maiores, fechem com o negócio para iniciar os trabalhos.

Parcerias na agulha 

Conversa Política apurou que o Grupo Marquise foi procurado por algumas operadoras de shoppings, de reconhecimento nacional, para firmar possíveis parcerias com Shopping Pátio Intermares.

A liberação do alvará e o momento mais favorável, com a retomada econômica, reaquecimento das atividades comerciais e avanço da vacinação, devem agilizar o processo de início de construção.

Capacitação de mão de obra 

Para que boa parte das vagas de emprego geradas pelo empreendimento sejam ocupadas por moradores de Cabedelo, a prefeitura iniciou um plano de qualificação de mão de obra. Foi criado um Centro de Formação e Qualificação, com cursos em várias áreas relacionadas às atividades comerciais.

A prefeitura também se articula, de acordo com Vitor Hugo, para, com recursos próprios ou em parceria com estado ou governo federal, construir uma passarela na frente do empreendimento para facilitar a passagem de pedestres.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar