VIAGRAS E CELULARES: Polícia apreende carregamento de alimentos pronto para entrar em presídio

O motorista foi questionado e disse que trabalhava, há pouco dias, na distribuidora de alimentos. Ele ressaltou ainda que não tinha acesso a carga, já que era lacrada no pátio.

A polícia apreendeu mercadorias ilícitas dentro de um caminhão, prestes a descarregar comida para presos, no Instituto Penal, em Campo Grande. Logo que o motorista estacionou, nessa sexta-feira (29), os agentes penitenciários fizeram vistoria e constataram o crime. A investigação apontou dois detentos, do regime semiaberto, como as pessoas que camuflaram os objetos dentro do veículo.

O motorista foi questionado e disse que trabalhava, há pouco dias, na distribuidora de alimentos. Ele ressaltou ainda que não tinha acesso a carga, já que era lacrada no pátio. Os investigadores então foram até o local, na avenida Costa e Silva. Os suspeitos do carregamento, que não tiveram a identidade revelada, cumpriam pena em regime semiaberto e, durante o dia, trabalhavam na empresa. A dupla foi presa em flagrante.

Os policiais encontraram no armário deles bebida alcoólica e encaminharam os produtos para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro. Em seguida, os agentes penitenciários que apreenderam os produtos prestaram depoimentos. Eles ressaltaram que, nos últimos dias, foi intensificada a vistoria para coibir a entrada de ilícitos, quando acharam os produtos em meio a caixas de steak.

Foram encontrados: 10 celulares, 48 cartelas com comprimidos de estimulante sexual, 8 carregadores e 9 chips de aparelho celular, 1 bateria anexada a um cartão de loja, 3 fones de ouvido e o mesmo número de bonés, 20 carteiras de cigarro, 6 camisetas e 5 carregadores portáteis.

Ao G1 a assessoria de imprensa da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) informou que agora haverá outra investigação, para verificar quem receberia e como se daria essa distribuição dos produtos.

O caso foi registrado como favorecimento real e corrupção, entre outras qualificadoras.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar